Perfil epidemiológico e efeitos da Estratégia de Saúde da Família sobre Doenças Crônicas Não Transmissíveis em pacientes da UBS Araguaína Sul no período de 2015 a 2017

  • Diego Santos Andrade UNITPAC
  • Thiago Vieira Alves Borges UNITPAC
  • Iara Brito Bucar Oliveira UNITPAC
  • Brenda Carolina Campos Silva UNITPAC
  • Paulo Vitor Lima Abreu UNITPAC

Resumo

Esse artigo tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico dos pacientes da Unidade Básica de Saúde Araguaína Sul no período de 2015 a 2017 na cidade de Araguaína-TO, correlacionando-os com a eficácia das ações de estratégia de saúde da família na população assistida. É um estudo de análise quantitativa descritiva, em que foi possível a interpretação do panorama da atenção básica no setor Araguaína Sul entre os anos de 2015 e 2017.  Dos prontuários analisados 53% dos pacientes eram procedentes de Araguaína, 6% provenientes de cidades da região de Araguaína (Muricilândia, Aragominas, Wanderlândia, Babaçulândia). Da amostra analisada 54% dos indivíduos têm a idade de 59 anos ou mais. Isso corrobora com o fato de que, as doenças crônicas têm mais prevalência na população idosa visto os melhores métodos de diagnóstico, tratamento e acompanhamento. Os resultados desse estudo epidemiológico revelam a importância das doenças crônicas no acometimento da população brasileira e a comparação com estudos prévios revela a consolidação da nossa transição epidemiológica. Passamos de um modelo de saúde com altas taxas de mortalidade, para altas taxas de morbidade. Nesse estudo pode-se verificar que as doenças mais prevalentes entre os pacientes analisados foram a hipertensão arterial sistêmica e o diabetes mellitus.

 

Biografia do Autor

Diego Santos Andrade, UNITPAC

Acadêmico do curso de medicina.

Thiago Vieira Alves Borges , UNITPAC

Acadêmico do curso de medicina.

Iara Brito Bucar Oliveira, UNITPAC

Mestre pela PUC de Goiás.

 

Brenda Carolina Campos Silva, UNITPAC

Acadêmica do Curso de Medicina

Paulo Vitor Lima Abreu, UNITPAC

Acadêmico do Curso de medicina

Publicado
2021-12-19
Como Citar
Santos AndradeD., Vieira Alves Borges T., Brito Bucar OliveiraI., Carolina Campos SilvaB., & Vitor Lima AbreuP. (2021). Perfil epidemiológico e efeitos da Estratégia de Saúde da Família sobre Doenças Crônicas Não Transmissíveis em pacientes da UBS Araguaína Sul no período de 2015 a 2017. REVISTA CEREUS, 13(4), 13-24. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3550
Seção
Artigos