Perfil de internações por traumatismo craniofacial em Belém, Estado do Pará, Brasil, entre 2016 e 2020

Resumo

Uma das principais causas de morte e de incapacidade sofridas pela população mundial é a violências, sendo que a principal localização das lesões são a região da cabeça e face. Diante disso, este estudo objetivou realizar o levantamento do perfil de internações e a taxa de mortalidade por traumatismo craniofacial em Belém, Estado do Pará, Brasil, entre 2016 e 2020. Estudo epidemiológico-descritivo, retrospectiva, de abordagem quantitativa, realizado na capital Belém Pará, Brasil no período de 2016 a 2021, por meio de consulta à bases de dados do Sistema de Informação em Saúde, para as analises foi utilizada o software BioEstat 5.3. A presente pesquisa buscou descrever o perfil epidemiológico de atendimentos a paciente vítimas de fratura craniofacial, na cidade de Belém, Estado do Pará, entre 2016 a 2020. Foram registrados, entre janeiro de 2016 a dezembro de 2020 na capital Belém do Pará, 2.048 casos de fratura de crânio e ossos da face, sendo a maior prevalência de casos de traumatismo craniofacial foram em indivíduos adultos jovens do sexo masculino com taxa de mortalidade de 0,80 na faixa etária de 40 a 49 anos. Deste modo, reconhecer e caracterizar os pacientes vitimados por causas externas e portadores de traumatismo facial é fundamental para a estruturação dos serviços de promoção em saúde, incluindo desde a prevenção do agravo até os acompanhamentos pós-operatórios, objetivando minimizar as ocorrências e proporcionar a reabilitação do indivíduo.

Biografia do Autor

Letícia Gomes de Oliveira, Centro Universitário do Estado do Pará

Enfermeira, Residente em Neurologia, Centro Universitário do Estado do Pará.  

Vanessa Ladyanne da Silva Costa, Universidade Federal do Pará

Discente de Enfermagem, Universidade Federal do Pará

Davi Silva Santana, Universidade Federal do Pará

Discente de Enfermagem, Universidade Federal do Pará.

Liel Moraes Ribeiro, Universitário Mauricio de Nassau

Discente de Enfermagem, Centro Universitário Mauricio de Nassau

Raiane Cristina Mourão do Nascimento

Enfermeira, Residente em atenção à Saúde da Mulher e da Criança, Universidade Federal do Pará

Zaline de Nazaré Oliveira de Oliveira, Universidade Federal do Pará

Enfermeira, Residente em atenção à Saúde da Mulher e da Criança, Universidade Federal do Pará. 

Dihago Cardoso Silva, Universidade Federal do Pará

Fisioterapeuta, Universidade Federal do Pará.

Publicado
2021-12-19
Como Citar
OliveiraL. G. de, CostaV. L. da S., SantanaD. S., CastroP. C., RibeiroL. M., NascimentoR. C. M. do, de Nazaré Oliveira de OliveiraZ., & SilvaD. C. (2021). Perfil de internações por traumatismo craniofacial em Belém, Estado do Pará, Brasil, entre 2016 e 2020. REVISTA CEREUS, 13(4), 71-84. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3562
Seção
Artigos