Trabalhadores de saúde em centros de atenção psicossocial: vínculos frágeis / atuação profissional comprometida

Resumo

Objetivo: considerando que o estabelecimento de vínculo entre profissionais da saúde e usuários constitui-se como possibilidade de se construir práticas que visem qualidade na atenção à saúde mental, a presente pesquisa teve por objetivo apresentar as características de forma de atuação profissional para prestação de serviços em dois Centros de Atenção Psicossocial do Estado de Mato Grosso. Método: A pesquisa tem caráter descritivo e comparativo. Os dados foram coletados mediante questionários estruturados construído pelos autores, respondidos pelos gestores responsáveis por cada unidade pesquisada. Resultados: Os resultados apontam para uma grande parcela dos profissionais atuantes em regime de contrato tendo seu vínculo estabelecido de modo temporário com a instituição, tornando o cuidado frágil sendo visível a quebra nos atendimentos, podendo refletir substancialmente no processo terapêutico dos pacientes. Conclusão: Fica evidenciado o peso prejudicial que os contratos temporários tem refletindo na inadequação de vínculo entre profissional-paciente e consequentemente afetando de forma negativa na qualidade do atendimento ofertado.

Palavras-chave: Serviços de saúde mental; Empatia; Pessoal da Saúde; Vínculo.

Publicado
2021-12-19
Como Citar
LimaC. M., SilvaB. C. de S., SilvestreG. C. S. B., MagalhãesD. dos S. S., FerroR. B. C., NascimentoG. N. X. do, & FigueiredoS. E. F. M. R. de. (2021). Trabalhadores de saúde em centros de atenção psicossocial: vínculos frágeis / atuação profissional comprometida. REVISTA CEREUS, 13(4), 85-95. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3563
Seção
Artigos