Physiotherapeutic Approach in Systemic Arterial Hypertension

  • Jonatan Jean vilhaba unirg- universidade de Gurupi
  • Erison Nunes Cantuário
  • Maria Geciane Carvalho Norberto Araujo

Resumo

A hipertensão arterial (HA) é uma doença crônica não transmissível (DCNT) definida por níveis pressóricos, em que os benefícios do tratamento (não medicamentoso e/ ou medicamentoso) superam os riscos. Trata-se de uma condição multifatorial, que depende de fatores genéticos/ epigenéticos, ambientais e sociais, caracterizada por elevação persistente da pressão arterial (PA), ou seja, PA sistólica (PAS) maior ou igual a 140 mmHg e/ou PA diastólica (PAD) maior ou igual a 90 mmHg, medida com a técnica correta, em pelo menos duas ocasiões diferentes, na ausência de medicação anti-hipertensiva. Em 2021, foi realizada uma pesquisa sistemática da literatura científica das principais bases de dados biomédicos: Scielo, BVS, MEDLINE e Diretrizes Brasileira de Hipertensão Arterial entre os anos de 2007 a 2021 visando a importancia da fisioterapia como terapeutica no controle e tratamento da HAS. Fica em  evidencia que ainda hoje muitas dificuldades são encontradas para que se estabeleça um projeto 100% eficaz de prevenção da HAS, porém é notorio o papel da atividade física na prevenção e tratamento, os exercícios de leve e moderada intensidade, de duas a três vezes na semana se mostraram mais eficazes, proporcionando uma melhora da qualidade de vida desses pacientes.

 

Publicado
2022-04-08
Como Citar
vilhabaJ. J., Nunes CantuárioE., & Carvalho Norberto AraujoM. G. (2022). Physiotherapeutic Approach in Systemic Arterial Hypertension. REVISTA CEREUS, 14(1), 13-22. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3592
Seção
Artigos