Uso de Antidepressivos em Adolescentes: uma Revisão Sistemática da Literatura

  • Jessyka Viana Valadares Universidade de Gurupi - UnirG
  • Liandra Viana Rosa UNIRG
  • Silne Maria Lopes Rio Preto UNIRG

Resumo

Nos últimos anos o número de jovens diagnosticados com depressão cresceu, e consequentemente houve aumento no consumo psicotrópicos, havendo a necessidade de acompanhamento das necessidades do paciente, juntamente com a farmacoterapia aplicada, visando a melhoria da saúde do paciente. Logo, a presente pesquisa tem como objetivo realizar uma revisão sistemática sobre o uso de antidepressivos em adolescentes. Foi realizado um levantamento dos estudos publicados em bases de dados científicos, sendo elas o Google Acadêmico, a Biblioteca Virtual em Saúde e o Scientific Electronic Library Online, seguindo o método PRISMA. Após aplicados os critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 6 estudos para comporem a revisão. Os resultados foram apresentados de acordo com os sintomas associados ao quadro de depressão; a terapia e tratamento com psicotrópicos; os efeitos colaterais dos psicotrópicos; e o papel do farmacêutico no manejo terapêutico de adolescentes com quadro de depressão. Conclui-se que a terapia farmacológica deve ser baseada na sintomatologia apresentada por cada cliente, por isso, nos diferentes estudos descritos, houve discrepância entre os fármacos prescritos para o tratamento dos pacientes, afinal, o transtorno ocorre de diferentes formas a depender de cada indivíduo, pois os mesmos decorrem da influência de fatores externos e internos.

Publicado
2022-04-08
Como Citar
Viana ValadaresJ., Viana RosaL., & Maria Lopes Rio PretoS. (2022). Uso de Antidepressivos em Adolescentes: uma Revisão Sistemática da Literatura. REVISTA CEREUS, 14(1), 288-303. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3696
Seção
Artigos