Estratificação econômica e a mortalidade em menores de até 5 anos em Augustinópolis, Tocantins

  • Milka Brasil Costa Sousa milkabrasil Faculdade e Imperatriz
  • Ildjane Teixeira Morais da Luz Centro Universitário do Maranhão
  • Moacir José dos Santos Universidade de Taubaté
  • Adriana Leônidas de Oliveira Universidade de Taubaté

Resumo

O estudo objetiva analisar a relação entre a estratificação econômica e a mortalidade em menores de até 5 anos no município de Augustinópolis, Tocantins. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa de cunho documental, sendo utilizado o Relatório de Cadastro Domiciliar e Territorial do Departamento de Atenção Básica (e-SUS) de 2015 a 2018 e o Relatório do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) da Frequência de Óbitos Infantis de 2012 até 2018. O estudo apresentou a existência de disparidades econômicas locais, visto que em 2018, 17,05% das famílias tinham como renda apenas ¼ (um quarto) ou meio salário mínimo. Observa-se um salto na taxa de mortalidade de 2013 a 2014, período de desaceleração da economia brasileira. Em 2017 foi observado o aumento da economia local que em consonância se mostrou como menor período de mortalidade. Acredita-se que as taxas de mortalidade precisam ser enxergadas do ponto de vista econômico, de modo que estratégias sejam levantadas para melhorias nas condições de vida da população.

Biografia do Autor

Milka Brasil Costa Sousa milkabrasil, Faculdade e Imperatriz

Graduada em Enfermagem. Mestra em Planejamento e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Taubaté-UNITAU, Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Integrada de Araguatins- FAIARA, Pós- graduanda em Saúde do Idoso e Gerontologia pela e Graduada em Enfermagem pela Universidade Estadual do Tocantins- UNITINS. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-76194927. E-mail:milkaenfer@hotmail.com

Ildjane Teixeira Morais da Luz, Centro Universitário do Maranhão

Graduada em Enfermagem. Mestra em Planejamento e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Taubaté-UNITAU, Especialista em Metodologia do Ensino Superior e Urgência e Emergência pelo Instituto Nordeste de Educação Superior e Pós-graduação- INESPO e Graduada em Enfermagem pela Faculdade de Imperatriz, FACIMP. ORCID: https://orcid.org/
0000-0002-6537-763X. E-mail: ild.morais@hotmail.com

Moacir José dos Santos, Universidade de Taubaté

Graduado em História. Pós-doutor em História do Brasil - Universidade do Minho – Portugal, Doutor, Mestre e Graduado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP. Docente do programa de pós-graduação em Planejamento e Desenvolvimento Regional pela UNITAU. E-mail:professormoacirsantos@gmail.com.

Adriana Leônidas de Oliveira, Universidade de Taubaté

Graduada em Psicologia. Pós- doutora em Administração pela Fundação de Getúlio Vargas- Escola de Administração de Empresas de São Paulo- FGV/EAESP, Doutora e Mestre em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo- PUC, Especialista em Psicomotricidade e Graduada em Psicologia pela Universidade de Taubaté-UNITAU. Docente do programa de pós-graduação em Planejamento e Desenvolvimento Regional pela UNITAU. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8896115870139370. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-2002-1012/print. E-mail: adrianaleonidas@uol.com.br

Publicado
2022-10-19
Como Citar
milkabrasilM. B. C. S., Ildjane Teixeira Morais da Luz, Moacir José dos Santos, & Adriana Leônidas de Oliveira. (2022). Estratificação econômica e a mortalidade em menores de até 5 anos em Augustinópolis, Tocantins. REVISTA CEREUS, 14(3), 108-123. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/3854
Seção
Artigos