PERCEPÇÃO DOS EDUCADORES DE UMA ESCOLA PÚBLICA SOBRE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA ESCOLA

  • Rogério Carvalho de Figueredo Universidade Federal de Goi

Resumo

O reconhecimento do ambiente escolar como local propício à disseminação da educação em saúde contribui para o desenvolvimento e efetividade das ações de atenção, promoção e prevenção em saúde dos escolares e daqueles que compõem esse cenário. Este artigo traz uma pesquisa de campo descritiva que elegeu como amostra 30 professores de ambos os sexos, com formação superior e que estivessem atuando na escola há pelo menos um mês, com o objetivo de identificar a percepção desses educadores sobre educação em saúde e a atuação do enfermeiro na escola. Foi aplicado um questionário com questões dissertativas no mês de novembro de 2012 em uma escola pública de Gurupi - TO, cujas respostas foram analisadas segundo a análise de conteúdo proposta por Laurence Bardin. A presente pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Fundação UnirG sob protocolo número 160.179. Foi possível identificar que os educadores compreendem a educação em saúde como ferramenta para obtenção ou manutenção do estado de saúde, sendo caracterizada por incentivo de atividades físicas, alimentação saudável, prevenção de doenças, entre outros. Na discussão dos resultados foi apontada como importante a presença do enfermeiro na escola diante das ações de assistência e educação em saúde. Os resultados permitem concluir, também, que a atuação desse profissional é vista de maneira curativa ou preventiva, voltada especificamente para técnicas e procedimentos.

Palavras–chave: Educadores. Enfermeiro. Escola.

Biografia do Autor

Rogério Carvalho de Figueredo, Universidade Federal de Goi
Mestrando em Ci
Publicado
2014-01-15
Como Citar
FigueredoR. C. de. (2014). PERCEPÇÃO DOS EDUCADORES DE UMA ESCOLA PÚBLICA SOBRE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA ESCOLA. REVISTA CEREUS, 5(3), 70. Recuperado de http://www.ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/60
Seção
Artigos